Inicio / Mina de São Domingos / Moitinha, Mina de São Domingos

Moitinha, Mina de São Domingos

A Moitinha era um dos centros nevrálgicos do complexo mineiro de S. Domingos. Aí foram instalados os moinhos trituradores de minério. A trituração do mineral, ou seja, a redução de pirite extraída até à granulometria desejada, era feita por uma bateria de moinhos instalados no edifício de que hoje só restam as paredes e as toldas de recepção do minério a triturar. A unidade de trituração era servida, a montante, por um ramal do caminho-de-ferro implantado na margem esquerda da Ribeira de S. Domingos, numa cota superior à dos moinhos. A jusante, o mineral triturado era descarregado, igualmente por gravidade, nos vagões em circulação noutro ramal de caminho-de-ferro, permitindo o transporte para um dos destinos possíveis: terreiros de empilhamento de minério, terreiros de lixiviação de pirite, fornos da Achada do Gamo ou porto do Pomarão. Junto da zona industrial foi instalada a zona urbana da Moitinha, um bairro mineiro habitado por cerca de 200 pessoas durante o período activo da mina. Do período em que a metalurgia de pirite se fez pela via seca na Mina de São Domingos, ou seja, do terceiro quartel do século XIX, resta na zona industrial da Moitinha um forno de ustulação. A ustulação consiste na queima de pirite (em medas ou em fornos) que assim liberta o enxofre que contém para a atmosfera sob forma de gás e perde uma parte substancial da massa, concentrando os minerais metálicos. O processo é extremamente danoso para o ambiente e obrigava à indemnização dos agricultores locais afectados.

CARATERÍSTICAS

LOCALIZAÇÃO
Morada: Rua de Santa Isabel nº 30/31
Localidade: Mina de São Domingos
Código Postal: 7750 - 146
Telefone: 286647534
Correio Eletrónico: fserraomartins@gmail.com
Website: http://fundacaoserraomartins.pt/
FUNCIONAMENTO
Local público, sem horário e valor de entrada definidos.
ORGANIZAÇÃO DA VISITA
A visita deste Ponto não necessita de marcação prévia e não pode ser feita individualmente.

Condições Específicas:
-

Modo de Realização:
Transporte próprio

Nível de Dificuldade:
Média

Visita para grupos:
Não
Visitas guiadas:
Não
Observações:
Definição de condições e preços A Fundação Serrão Martins (FSM) proporciona visitas guiadas ao complexo mineiro, sujeitas a marcação prévia e à disponibilidade de elementos da FSM para conduzir a visita. Actualmente são proporcionados dois tipos de visita (A e B). Visita Tipo A A visita guiada inclui o acesso à exposição patente no edifício do Cine Teatro, à zona industrial da Mina de São Domingos e à recriação de uma Casa do Mineiro patente no Centro de Documentação (cerca de 1h30/2h00 de duração, preço 2,50 Euros e 50% menos para menores de 12 anos, estudantes e maiores de 65 anos). Na zona industrial, a visita tipo A permite visitar a zona de extracção e carregamento do minério, oficinas e armazéns, central eléctrica, malacate, lagoas de abastecimento de água, sistemas de drenagem, vestígios da mineração romana e vários outros itens. Não é possível ver todos os elementos citados numa visita apenas mas é possível ver muitos deles, podendo os interessados seleccionar quais os elementos que mais os interessam. Visita Tipo B A visita guiada inclui a proposta anterior complementada pelo Percurso do Minério (17 km), que consiste em seguir, por estrada de terra, o antigo caminho-de-ferro até ao porto fluvial do Pomarão (cerca de 3h00 a 3h30, preço 4,00 Euros e 50% menos para menores de 12 anos, estudantes e maiores de 65 anos). Esta segunda alternativa implica a utilização dos veículos ligeiros dos participantes e a inclusão do guia acompanhante como passageiro numa das viaturas. A visita tipo B permite visitar, além das áreas acima referidas, o percurso da linha férrea (com as suas obras suspensas e subterrâneas, além das estações), lagoas de tratamento de águas ácidas, a Central de Britagem da Moitinha (com um forno de ustulação do século XIX), a Fábrica de Enxofre da Achada do Gamo e o porto fluvial do Pomarão. Alguns esclarecimentos • A visita à Casa do Mineiro é gratuita e pode ser feita sempre dentro do horário de funcionamento do Centro de Documentação (9h00 – 12h30 / 14h00 – 17h30). Na Casa do Mineiro são disponibilizados gratuitamente elementos interpretativos (folhetos) sobre a Casa do Mineiro, sobre o complexo mineiro (geologia), sobre o concelho de Mértola (mapa) e sobre a faixa piritosa (minas visitáveis no Alentejo e Algarve). • O espaço do couto mineiro da Mina de São Domingos é um espaço aberto com elementos interpretativos disponíveis em determinados locais chave, que pode ser visitado sem acompanhamento por guia, devendo sempre o visitante tomar as devidas precauções porque o espaço em causa contém elementos potencialmente perigosos (desníveis, ocos, elementos químicos venenosos ou corrosivos, estruturas sem estabilidade, etc.) • Apesar de possível nalguns pontos do complexo industrial, nomeadamente até à Achada do Gamo, a circulação de autocarros de turismo só é aconselhável na zona urbana da Mina de São Domingos. • Frisa-se, para evitar expectativas infundadas, que a maior parte dos equipamentos metálicos do parque mineiro foram vendidos para sucata ou vandalizados ou furtados durante os vários anos que sucederam entre o fecho da mina em 1966 e as actuais acções de recuperação patrimonial, pelo que apenas podem ser visitadas, na maior parte dos casos, as instalações ou sítios onde estiveram as máquinas e equipamentos. • O número mínimo de participantes para a realização de visitas em grupo é de 6 pessoas; na eventualidade de um indivíduo ou grupo de menor tamanho pretender efectuar a visita, o preço a cobrar será equivalente ao que pagaria um grupo com o número mínimo de visitantes, sem desconto, ou seja, 15,00 € para a visita A e 24,00 € para a visita B. • A visita aos espaços mineiros implica deslocações de algumas centenas de metros entre os vários núcleos: se algum dos visitantes tiver dificuldades de locomoção poderá necessitar de realizar as deslocações entre núcleos numa viatura, a ser fornecida pelo próprio. • A marcação de visitas pode ser solicitada através do número de telefone fixo 286 647 534 (telefone ou fax) mas deverá ser confirmada por escrito através do seguinte endereço electrónico: fserraomartins@gmail.com • Quando pretender marcar uma visita guiada esclareça, por favor, os seguintes itens: dia e hora para a visita, tipo de visita pretendida, número de pessoas, número de pessoas com direito a desconto, número de telemóvel e nome para contacto durante o dia de visita, identidade da instituição organizadora / proveniência do grupo e, eventualmente, outros elementos necessários (NIF no caso de pretender factura, etc.)
EQUIPAMENTO EXISTENTE
Instalação mineira exterior
APOIOS EXTERNOS
TRANSPORTE
Tipo de Transporte:
Táxi
Nome da Agência:
Geral Táxis
Telefone de Contacto:
286611117

Parque destinado a viaturas privadas:
Sim

SITIOS DE INTERESSE TÚRISTICO
ROTAS ASSOCIADAS
Rota da Faixa Piritosa Ibérica

A Rota da Faixa Piritosa Ibérica é um percurso temático de turismo mineiro e geológico dedicado à Faixa Piritosa Ibérica, considerada uma das principais regiões mineiras da Europa, com mais de 90 jazigos de sulfuretos maciçosconhecidos, distribuídos pelas regiões do Alentejo e da Andaluzia. Além das minas de pirite ocorrem na província centenas de jazigos de manganês e numerosos filões de cobre, de chumbo, de bário e antimónio.



SUGESTÕES DO ROTEIRO - OUTROS PONTOS PRÓXIMOS A VISITAR